Acontece Tributação & Jurídico

Resultados do PIB Brasil e da construção no 1º trimestre surpreendem

Depois de registrar queda de 4,1% em 2020, a economia brasileira surpreendeu e cresceu 1,2% nos primeiros três meses de 2021 em relação ao último trimestre de 2020. Os dados do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil e da construção foram divulgados foram divulgados no dia 01/06 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Já o PIB da construção civil, que é um setor estratégico para o desenvolvimento sustentado do País, cresceu 2,1% no 1º trimestre de 2021 em relação ao 4º trimestre de 2020, superando a alta do PIB nacional e mostrando, mais uma vez, a força do setor na economia nacional. Em 2020, mesmo considerando as dificuldades impostas pela chegada da pandemia, a construção foi o setor que mais gerou novos postos de trabalho com carteira assinada no País (105.248 novas vagas).

“A construção cresceu e surpreendeu, mas o setor ainda está 2,89% abaixo do 4º trimestre de 2019. Portanto, ainda existem fortes incertezas para que esse crescimento seja consolidado. A maior delas, neste momento, é o incremento no custo dos insumos, que não dá trégua”, destaca a economista do Banco de Dados da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Ieda Vasconcelos.

Aumento dos custos da construção

Desde julho/2020 os preços dos materiais de construção vêm apresentando altas expressivas, proporcionando mais incertezas, adiamento de novos lançamentos e preocupação no curto e médio prazo. Conforme os resultados do Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), calculado e divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), o custo da construção acumulou alta de 12,99% nos últimos 12 meses encerrados em abril/2021. Neste período, o custo com material apresentou elevação de 29,90%.

A preocupação com a falta e/ou aumento dos insumos foi refletida na Sondagem da Indústria da Construção Civil, realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), com o apoio da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). No 1º trimestre de 2021, a alta dos insumos foi apontada por 57,1% dos empresários entrevistados como o maior problema que o setor enfrenta.

A alta dos preços dos materiais de construção já apresenta consequências. Os Indicadores do Mercado Imobiliário, divulgados pela CBIC, revelaram queda de 58% dos lançamentos nos três primeiros meses de 2021, em relação aos últimos três meses do ano passado.

O informativo integra o “Projeto Banco de Dados da CBIC” da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), em correalização com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional).

Fonte: ALEC

1 comentário em “Resultados do PIB Brasil e da construção no 1º trimestre surpreendem

Abra o Chat
Fale Conosco
%d blogueiros gostam disto: