Acontece

Proprietário do prédio do Facilita Tubarão gastou R$ 4,5 milhões na estruturação

A locação do prédio do Facilita Tubarão custará cerca de R$ 68 mil à prefeitura e R$ 10 mil à Celesc. O valor inclui o aluguel do prédio e do mobiliário, um novo modelo adotado pelo governo municipal, o qual o locador é responsável pela manutenção dos móveis. O proprietário do imóvel gastou R$ 4,5 milhões para estruturar e o município nem um centavo.

Serviços como a Central do Cidadão, Procon, secretarias de Fazenda, Urbanismo e a de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação já funcionam no local. Bombeiros Militares, Delegacia Regional do Trabalho, Ouvidoria Municipal e INSS se instalarão nesta semana. A estrutura receberá ainda a Celesc, a Cosip, a Vigilância Sanitária, entre outros serviços.

A estrutura foi apresentada na tarde desta segunda-feira (3) à imprensa pelo prefeito Joares Ponticelli, o vice Caio Tokarski e o secretário de Fazenda, Raphael Bianchini. São 3.353 metros quadrados, 28 ambientes, móveis padronizados e 49 quilômetros de cabos de rede.

“Sempre tivemos dificuldades em ampliar o atendimento na Central do Cidadão. Infelizmente, as filas se formavam em frente porque a Central não tinha capacidade”, explicou o secretário Raphael, ao citar que o projeto prevê que nenhum cidadão saia do Facilita Tubarão sem encaminhamento para sua demanda, incluindo o monitoramento dos processos e possíveis falhas.

O vice-prefeito definiu o espaço como um shopping de serviços e o prefeito como um ambiente para devolver dignidade aos cidadãos e servidores. Os serviços em geral funcionarão no térreo, as secretarias no segundo piso e o clube Sul Catarinense no terceiro.

“A gente sonhou muito com esse projeto. Esse também era um sonho do Dr. Manoel (Bertoncini, ex-prefeito falecido em junho de 2012)”, declarou Joares.

Fonte: Sul Agora

0 comentário em “Proprietário do prédio do Facilita Tubarão gastou R$ 4,5 milhões na estruturação

Abra o Chat
Fale Conosco
%d blogueiros gostam disto: