Acontece

Nova CNH: Saiba se você precisará trocar o seu documento após mudanças

As novas alterações na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) estabelecidas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) através da Resolução 886, de 13 de dezembro de 2021, estão previstas para este ano e podem começar a valer a partir do dia 1º de junho.

Com isso, muitos motoristas estão em dúvida quanto à necessidade de trocar o documento. Pois bem, a substituição da CNH com o novo modelo não será obrigatória. As alterações acontecerão aos poucos para as novas habilitações e para os condutores que forem renovando seus documentos ou emitindo a segunda via.

A nova CNH

Além da cor verde tradicional, a nova CNH ganhará mais uma cor, o amarelo, além de novos elementos gráficos que dificultarão a falsificação e possíveis fraudes. Outra novidade é que o documento virá impresso com as línguas portuguesa, francesa e inglesa, permitindo que a carteira seja utilizada internacionalmente. Já o QR Code será mantido.

Além disso, o condutor poderá escolher o formato do documento, seja físico, digital ou ambos. Também será possível permitir ou não a inclusão do nome social e da filiação afetiva do condutor, conforme determinações legais. O código usado nos passaportes também será inserido no documento, o que possibilitará ao condutor embarcar em terminais de autoatendimento dentro de aeroportos brasileiros.

Para facilitar a identificação, o documento terá impresso a letra “P” para identificar motoristas que possuem a Permissão para dirigir e a letra “D” para os que já tem a CNH definitiva.

Classificação da CNH

As categorias veiculares também sofrerão alterações, de forma que as letras e símbolos, que representam as categorias de veículos (pictogramas) em que o condutor está habilitado, terão um padrão.  São 14 combinações e junto às letras, será adicionado o número 1. Assim, constarão no documento as subcategorias definidas na Convenção de Viena (A1, B1, C1, D1, C1E, e D1E).

A categoria referente aos carros de passeio será ampliada para B1 e C1. Para as motos, aparecerá a opção A1. Não existem, até o momento, informações referentes à separação entre a inicial A e A1, no que diz respeito à possível limitação por tamanho ou cilindrada.

Com essas modificações, a CNH brasileira seguirá o padrão mundial. Desta forma, o documento estará confirmando o compromisso internacional, em consequência da ratificação do Acordo pelo Brasil, segundo dispõe o Manual de Tratados das Nações Unidas.

Fonte: Edital Concursos Brasil

0 comentário em “Nova CNH: Saiba se você precisará trocar o seu documento após mudanças

Fale Conosco
%d blogueiros gostam disto: