Acontece

Família Janguiê perdeu R$ 25 milhões na Rental Coins

A família Janguiê, que tem como referência o empresário Janguiê Diniz, é mais uma afetada pelo possível golpe de pirâmide financeira da Rental Coins. Segundo um processo movido pela família contra a empresa de Curitiba (Paraná), são quase R$ 25 milhões de prejuízo registrado no investimento.

José Janguiê Diniz é um empresário famoso no Brasil, fundador do Ser Educacional. Em sua carreira ele já foi juiz e promotor, largando tudo para empreender.

Ele acabou sendo enganado pela Rental Coins, que se apresentava como uma corretora de criptomoedas com opção de locação das moedas. Ou seja, os clientes acreditavam que ao comprar suas criptomoedas, poderiam também obter rendimentos.

Tanto Janguiê Diniz, quanto sua esposa, filho e um funcionário de confiança movem em São Paulo um processo contra a empresa Rental Coins. O Livecoins obteve acesso ao processo público, que informa que milhões foram perdidos no possível esquema.

Segundo a defesa de Janguiê, a Rental Coins dava ares de legalidade ao seu negócio, mas tinha uma atuação fraudulenta. Para operar com a aparência de sofisticação e legalidade, a empresa dizia ser extremamente profissional com a compra de criptomoedas em um ambiente protegido.

Além disso, havia promessas de locação de criptomoedas, que pagaria taxas de mensalidades pelo aluguel de moedas.

A defesa da família ainda alegou que o mercado de criptomoedas passava por um importante momento em 2021, com mais investidores acreditando no setor, como a Tesla, que comprou Bitcoin como reserva de valor.

Os Autores, assim como tantos outros brasileiros, buscando uma alternativa segura e rentável para investir as suas economias, optaram pelo investimento em criptoativos, mais precisamente no mercado de aluguel de criptomoedas, pensando-se tratar de uma operação legítima. Por meio dessa operação, o que se vendeu aos Autores é que o contratante-locador (no caso, os Autores) depositaria determinado valor na plataforma da contratada-locatária (no caso, a Rental Coins), que, por sua vez, se comprometeria a fazer a compra do criptoativo descrito no contrato e usá-lo para operações financeiras, remunerando o contratante-locador mensalmente pelo seu uso.

Por fim, os investidores procuraram informações de Francisley da Silva pela internet, encontrando várias reportagens onde ele se mostrava como um promissor trader de criptomoedas, o que deu mais legitimidade ao negócio. Agora ele é acusado pela família de operar uma pirâmide financeira.

Defesa pede bloqueio de bens da empresa e seu sócio

Ao protocolar a causa na justiça paulista, a defesa da família Janguiê espera que os bens da Rental Coins e seu sócio sejam bloqueados. Além disso, foi solicitado o arresto de valores das contas dos réus.

Como o processo está em fase inicial, a Rental Coins e seu líder Francisley, além do grupo InterAG, ainda não se manifestaram na causa.

Além de Janguiê, a modelo Sasha Meneghel e seu marido também acreditaram nessa empresa, perdendo com seus investimentos e movendo um processo em Curitiba.

Fonte: Live Coins

0 comentário em “Família Janguiê perdeu R$ 25 milhões na Rental Coins

Fale Conosco
%d blogueiros gostam disto: