Acontece

Como empreendedores e CEOs bilionários têm suas melhores ideias

A pressão para gerar grandes ideias pode ser desgastante. Sabemos que inovações ousadas podem ser alvo de críticas, especialmente em tempos turbulentos e competitivos como o que vivemos. Mas quando se trata de pensamentos inovadores, muitas vezes travamos.

Em seu mais recente livro, o autor de best-sellers e empresário de tecnologia do New York Times, Josh Linkner, sugere uma abordagem mais leve e objetiva sobre o tema. Em vez de buscar um IPO de US$ 10 bilhões ou um Prêmio Nobel, Linkner mostra que os inovadores mais produtivos se concentram em “grandes pequenas descobertas” – pequenos atos criativos que desbloqueiam recompensas massivas ao longo do tempo.

Essas microinovações são menos arriscadas, acessíveis a todos em uma empresa e fornecem resultados significativos enquanto ajudam os indivíduos a desenvolver seu conjunto de habilidades criativas.

Em “Grandes descobertas: como pequenas inovações diárias geram grandes resultados“, Linkner  fornece uma metodologia pragmática para cultivar o pensamento inovador e a resolução criativa de problemas, um passo de cada vez.

Argumentando que todos nós podemos ser “inovadores diários”, Linkner compartilha as mentalidades e táticas de pessoas comuns que fazem coisas excepcionais nos negócios, saúde, ONGs, comunidade e educação. Por meio de milhares de horas de pesquisa e entrevistas com CEOs, bilionários, empresários famosos e músicos vencedores do Grammy, ele compartilha as oito principais obsessões dos inovadores do dia-a-dia. Confira a seleção feita por Marcel Schwantespublicada no site Inc:

1. Entregue-se ao problema

Em vez de firmar o pé em uma solução específica, use o tempo para examinar e compreender o desafio como um todo. Isso significa estar mais comprometido com a solução do problema do que com uma maneira específica de resolvê-lo. Permaneça sempre flexível e de mente aberta para encontrar a abordagem ideal.

2. Comece antes de estar pronto

Grandes inovadores tomam a iniciativa de começar antes mesmo de permissões, instruções detalhadas ou condições ideais. Eles estão dispostos a corrigir o percurso ao longo do caminho, se adaptar às novas circunstâncias em tempo real e operar com agilidade.

3. Testes são (mais que) permitidos

A inovação é fortalecida por meio da experimentação. Ao construir uma estrutura e condições para teste e exploração criativa, as ideias são cultivadas e otimizadas.

4. Quebre para consertar

Esqueça o antigo conselho “se não está quebrado, não conserte”. Inovadores constantemente se desconstroem, examinam e reconstroem para fornecer produtos, sistemas e processos superiores.

5. Dê espaço para o não-convencional

Preferindo as abordagens inesperadas às óbvias, os inovadores desafiam a sabedoria convencional em busca de ideias não ortodoxas. Eles têm uma tendência para descobrir ideias estranhas, às vezes bizarras, a fim de descobrir resultados melhores.

6. Beba cada gota de suco

Considere esta uma abordagem para fazer mais com menos. Ter recursos limitados pode alimentar avanços criativos. Engenhosidade torna-se uma arma poderosa na luta por inovação.

7. Não se esqueça das borboletas

Adicionar pequenos floreios criativos pode produzir resultados significativamente melhores. Uma dose extra de surpresa e prazer permite novas invenções, vitórias competitivas e conquistas individuais.

8. Caia sete vezes, levante-se oito

Percebendo que os contratempos são inevitáveis, os inovadores usam a resiliência criativa para superar as adversidades. Os erros são uma parte natural e importante do processo de inovação e podem ser transformados em vantagens quando estudados e adotados. Big Little Breakthroughs substitui o mito de que a inovação é apenas para os “marketeiros”, entregando uma dose saudável de criatividade para cada área funcional, problema incômodo e afazeres diários.

Fonte: Exame

0 comentário em “Como empreendedores e CEOs bilionários têm suas melhores ideias

Abra o Chat
Fale Conosco
%d blogueiros gostam disto: