Mercado de Locação

Locação aquece economia em meio à pandemia

A economia da locação é um desdobramento da economia compartilhada que vem sendo difundida nos últimos anos. De acordo com um estudo recente da Reuters está sendo estimada uma taxa de crescimento anual de 10,76% entre 2018 e 2023.  Esse número, porém, deve ser superado devido à falta de insumos para produção que impacta a cadeia global, colocando a locação como solução para empresas e pessoas físicas.

Visando facilitar o acesso à locação, a Ótimo Gestor, lançou a ELOCA, uma plataforma e-commerce para empresas de todos os segmentos, isto é,  desde equipamentos eletrônicos até construção civil, hospitalar, fitness, delivery e banheiro químico.

A empresa espera manter a curva progressiva indica a contratação de profissionais. A projeção inicial é aumentar de 53 colaboradores atuais para 80 em todas as áreas até o fim deste ano. Desta forma, acompanha a tendência global de aumento da locação, como o aluguel de equipamentos de construção que deve crescer 4,97% de 2021 a 2023, de acordo com a Absolute Reports.

Segundo Sérgio Bueno, CEO da Ótimo Gestor, comenta as perspectivas. “Nós estamos percebendo que não é apenas uma fase. Vamos conviver com esse dilema por muitos anos: como lidar com o crescimento da população e o uso inteligente. A população precisa se atentar para o uso das matérias-primas que são finitas. Por isso, começamos a criar soluções para responder: como lidar com o acesso sem o consumo desenfreado? Precisamos ter em mente que precisamos do serviço, e não do produto em casa. Um exemplo é um furo na parede para um quadro: não é necessário ter uma furadeira em casa. Isso está intrinsicamente ligado à posse. E, quando pensamos no acesso, ele não &ea cute; algo passageiro. Mas precisamos pensar no uso compartilhado – a inteligência em que as pessoas produzem menos e acessam mais”, adiantou.

Bueno afirma ainda que a empresa apresenta um crescimento de 680% da base de clientes que alugam qualquer tipo – desde equipamentos médicos até para construção civil. Assim também como estamos prevendo um crescimento acelerado, principalmente devido à disponibilidade da quantidade de matéria-prima disponível.

Mathias Naganuma, professor de economia da Faculdade Impacta, também fala sobre o atual momento da locação. “ A diminuição da oferta de equipamentos, máquinas, ferramentas etc. em decorrência da escassez de insumos para produção e venda, tem levado diversos setores da economia buscarem alternativas como a locação e terceirização dos mais diversos tipos de instrumentos e serviços para operacionalizarem seus negócios causando um aquecimento e crescimento exponencial desse mercado. Frise-se, sobretudo, a construção civil, a indústria e o agronegócio”, diz o professor.

Além disso, vale lembrar, a título de exemplo, que em virtude do isolamento social causado pelo Covid-19 muitos empregados estão trabalhando na modalidade home office, empresas têm optado por alugar equipamentos de informática invés de adquiri-los. “Tal movimento se dá pelo fato de que a diminuição da despesa obtida com a locação em comparação à aquisição, especialmente de computadores de mesa e notebooks pode chegar em até 50% principalmente pela depreciação e gastos advindos com a manutenção, configuração, assinatura de softwares, questões fiscais, logística e seguro no envio do equipamento para a residência do empregado”, completou.

Fonte: Band Multi

0 comentário em “Locação aquece economia em meio à pandemia

Abra o Chat
Fale Conosco
%d blogueiros gostam disto: