Mercado de Locação

Carro novo, usado ou aluguel: qual a opção mais barata?

Você sabia que existem outras opções para incluir um carro no seu dia a dia além de comprá-lo? Hoje, além dos carros novos, seminovos e usados existem outras opções, inclusive com um custo até menor que os métodos conhecidos. É o caso da assinatura ou do uso de aplicativos de transporte no dia a dia e aluguel eventual de veículo. Tudo vai depender do perfil de uso do automóvel.

Por conta da pandemia da covid-19, as indústrias automobilísticas estão sem componentes para a fabricação dos veículos, e isso tem elevado os valores, por exemplo, em carros novos os valores subiram 15% e nos usados 30% dependendo do modelo.

Em entrevista ao O Globo, o consultor da ADK Automotive, Paulo Roberto Garbosa, afirmou que o outro motivo que tem feito a compra de carros novos diminuir é o tempo de espera. As montadoras estão demorando para entregar o veículo aos compradores. A espera está chegando a seis meses.

Também em entrevista ao mesmo veículo, Antônio Jorge Martins, especialista do setor automotivo do Instituto de Desenvolvimento Educacional da FGV, declarou que os preços dos carros vão demorar a voltar ao normal, já que a crise causada pela pandemia fez com que a indústria produzisse 300 mil carros a menos este ano, o que deve voltar ao normal somente no fim de 2022 para 2023.

Existem vantagens e desvantagens para quem escolhe comprar um carro 0 Km. Uma das desvantagens é que ao sair da concessionária ele já perde de 10 a 20% do seu valor, mas existem vantagens como a garantia do veículo e também que você não vai precisar se preocupar com o passado, por exemplo, se o carro já foi batido ou se tem algum defeito que não foi identificado por você ou pelo seu mecânico de confiança.

Um jovem de 22 anos que não tem apego ao primeiro carro próprio e que o usou pouco neste tempo por conta da pandemia, fez a proposta para os pais de venderem o carro para alugar um por assinatura de um plano mensal de locação. Essa está sendo uma das modalidades mais usadas hoje por pessoas que querem ter um carro.

A família economiza cerca de R$ 6 mil por ano, já que optou por um plano em que paga cerca de R$ 1.200 e tem direito a assistência 24 horas, manutenção, IPVA, licenciamento e seguro. Existem vários formatos desses planos e quanto menor for a quilometragem rodada durante o mês menor é o valor da assinatura.

Confira a seguir algumas dicas de especialistas sobre os carros novos, seminovos, usados e por assinatura ou aluguel eventual. Confira as dicas dos especialistas:

Carro 0km

Devido a falta de peças a espera por um carro novo pode demorar até 6 meses, dependendo do modelo. Antes de comprar verifique a depreciação do veículo. Há casos em que a perda imediata pode ser de 20%, e a desvalorização ao longo do tempo também varia de acordo com a montadora e o modelo escolhido.

Seminovos

Devido aos preços estarem altamente elevados, atualmente um carro com 2 anos de uso pode custar o mesmo valor de um que saiu da concessionária. Alguns especialistas recomendam que seja feito um laudo técnico e ainda verificar se foram feitas as manutenções previstas na garantia do veículo. Não deixe de consultar a placa no Detran para verificar se há alguma multa no automóvel. Há empresas que oferecem garantia por até dois anos, o que dá ao comprador tranquilidade semelhante a de um 0km.

Usados

Especialistas alertam da importância do laudo técnico e da consulta ao Detran. Essas são as principais exigências na avaliação de quem conhece o setor. Uma boa olhada na documentação pode ser importante para verificar por quantos proprietários aquele veículo já passou. Recomenda-se que o veículo seja examinado por um mecânico e um funileiro da confiança do comprador, que possam avaliar as condições do motor, amortecedores, até se houve alguma batida que causou dano estrutural ao carro que possa passar despercebida para um leigo.

Assinatura e aluguel eventual

Para saber se vale a pena manter um carro próprio, fazer assinatura ou aluguel eventual é preciso fazer contas. Some gasto com seguro, IPVA, licenciamentos, manutenção regular e emergencial. Para comparar ao custo de uso de aplicativo no dia a dia, contabilize ainda as despesas de estacionamento e pedágio. Divida o total por 12 e compare ao valor da assinatura ou do gasto com apps somado ao valor do aluguel eventual de carro, se for fazê-lo.

*Com informações de Agência O Globo

Fonte: Edital Concursos

0 comentário em “Carro novo, usado ou aluguel: qual a opção mais barata?

Fale Conosco
%d blogueiros gostam disto: