Mercado de Locação

SHARE ‘iPhone por assinatura’ vale a pena?

Há um bom tempo, os smartphones estão entre os principais objetos de desejo dos brasileiros. Para provar esse ponto, uma pesquisa da OLX revelou que a categoria “Celulares e Telefonia” registrou o maior número de vendas durante o ano de 2020.

Esse mercado, que tem consórcio e seguro para aparelhos, ganhou até mesmo serviços de assinatura. Por um valor mensal já é possível não comprar, mas alugar um celular durante determinado período.

startup Allugator é uma das que oferece comodato de smartphones. A empresa cresceu 900% em faturamento no ano passado e tem 2 mil usuários ativos. Cadu Guerra, CEO da companhia, diz que o comportamento do consumidor tem mudado e gerado uma relação mais efêmera entre o usuário e os eletrônicos.

“O modelo de assinatura é a forma mais inteligente de ter um celular. Além de pagar um valor muito menor para ter o mesmo bem, tem muita praticidade: a pessoa não precisa se preocupar em revender o produto depois e, de quebra, tem proteção contra roubo, furto e danos”, afirmou o executivo.

Vale a pena alugar um iPhone?

A linha iPhone é uma das mais populares no mundo. Na mesma pesquisa da OLX, citada anteriormente, o modelo apareceu como destaque, sendo o mais procurado e mais vendido durante todo o ano passado. Por isso, o TecMundo fez um comparativo para analisar se vale a pena alugar um celular da Apple.

Primeiro, é preciso explicar que o Allugator realiza a locação em períodos de 3, 6 e 12 meses. O pagamento pode ser realizado em até 12 vezes (até 3 vezes sem juros); o plano oferece proteção contra roubo, furto e danos; e o prazo de envio é de pelo menos 35 dias.

O aluguel de 12 meses do iPhone 12 Pro Max (256 GB), por exemplo, está custando R$ 4.356,80. Para obter o modelo por 6 meses é cobrado R$ 3.307,85, enquanto por 3 meses ele sai por R$ 2.258,90. Caso o cliente queira comprar o mesmo aparelho, ele encontrará valores a partir de R$ 8.910,24, de acordo com uma pesquisa feita em buscadores de preço nesta quarta-feira (24).

Veja, a seguir, o comparativo completo de mais três modelos de iPhone.

  • iPhone SE (128 GB)
    Preço mais barato nas lojas: R$ 3.484,00.
    Preço para alugar por 12 meses: R$ 1.570,40.
    Preço para alugar por 6 meses: R$ 1.218,05.
    Preço para alugar por 3 meses: R$ 865,70.
  • iPhone 11 (128 GB)
    Preço mais barato nas lojas: R$ 4.091,07.
    Preço para alugar por 12 meses: R$ 2.454,20.
    Preço para alugar por 6 meses: R$ 1.880,90.
    Preço para alugar por 3 meses: R$ 1.307,60.
  • iPhone 12 (128 GB)
    Preço mais barato nas lojas: R$ 6.445, 19.
    Preço para alugar por 12 meses: R$ 3.150,80.
    Preço para alugar por 6 meses: R$ 2.403,35.
    Preço para alugar por 3 meses: R$ 1.655,90.

Prós e contras de alugar

Alugar um celular pode ser bastante interessante para quem pretende utilizar um modelo específico durante um tempo não tão longo. Para quem está planejando adquirir um lançamento a médio prazo, por exemplo, locar um aparelho pode ser uma boa alternativa.

O quesito financeiro também é bastante relevante. Como mostrado, alugar em vez de comprar pode garantir economias de até 75%. Hoje, com os preços de eletrônicos nas alturas, principalmente por causa do valor do dólar, qualquer diferença financeira deve ser levada em consideração.

Por outro lado, existem alguns inconvenientes para quem opta pelo serviço de assinatura. Um dos problemas é a própria questão de que o produto não é seu, o que implica na impossibilidade de reaver parte do dinheiro com uma possível revenda no futuro.

Além disso, a plataforma Allugator não trabalha com pronta entrega, o que fará o cliente esperar pelo menos 1 mês para receber o item. Um possível cancelamento também pode acabar trazendo um prejuízo para o cliente, já que ele terá que pagar uma multa caso ele já tenha recebido o produto.

O próprio método de pagamento de uma assinatura pode ser outro complicador, já que com os juros do parcelamento, o smartphone pode acabar saindo relativamente mais caro do que o valor anunciado.

E vale a pena comprar um celular usado?

A questão ganha outros aspectos ao comparar se vale a pena comprar um celular usado ou alugar. A hipótese de adquirir equipamentos seminovos é bastante delicada porque precisa envolver pesquisas de reputação dos vendedores, principalmente em plataformas online como a OLX.

TecMundo tentou fazer o comparativo dos aparelhos citados pesquisando em sites mais consolidados e seguros como o TrocaFone, mas não encontrou os mesmos modelos que estão disponíveis no Allugator.

Por isso, é essencial realizar uma boa consulta para não levar “gato por lebre” no caso de itens usados. Nesse sentido, uma boa dica é desconfiar de preços muito abaixo do mercado e ofertas que parecem surreais.

0 comentário em “SHARE ‘iPhone por assinatura’ vale a pena?

Deixe uma resposta

Abra o Chat
Fale Conosco
%d blogueiros gostam disto: