Mercado de Locação

A Justiça autorizou, na noite de terça-feira (17), a retomada das obras de construção civil em Goiânia

A Justiça autorizou, na noite de terça-feira (17), a retomada das obras de construção civil em Goiânia. No entanto, as empresas deverão seguir regras sanitárias de prevenção à Covid-19, com previsão de multa de R$ 50 mil em caso de descumprimento. As atividades estavam paralisadas por conta do decreto municipal, que considerou somente a execução de obras de infraestrutura do poder público como serviço essencial.

Em nota, a Procuradoria-Geral do Município (PGM) informou que ainda não recebeu a notificação a respeito da decisão, mas que, “no momento em que isso suceder-se, examinará as medidas judiciais oportunas, objetivando a defesa do interesse público primário”.

Já o governo de Goiás, que ao anunciar a volta do revezamento das atividades econômicas no estado também não considerou a atividade como essencial, informou, por meio da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) que não irá se posicionar sobre a decisão pois não faz parte da ação.

O mandado de segurança foi assinado pela juíza Patrícia Machado Carrijo, atendendo a uma solicitação da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás (Ademi).

No pedido, a associação toma por base o decreto federal assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, em março de 2020, que reconhece as atividades relacionadas à construção civil como sendo “essenciais” e pede a retomada do setor, em tempo integral e ininterrupto.

0 comentário em “A Justiça autorizou, na noite de terça-feira (17), a retomada das obras de construção civil em Goiânia

Deixe uma resposta

Abra o Chat
Fale Conosco
%d blogueiros gostam disto: